Um antigo ditado popular diz que “Uma andorinha só, não faz verão”. Levando em conta o significado deste ditado podemos também pensar que o poder de influência, resolução de problemas, e até mesmo de progressos efetivos costumam não surtir efeito quando apenas uma pessoa está lutando para estabelecer tais metas. Afinal, já que todas as andorinhas por sua natureza migram de tempos em tempos para lugares quentes, visando a reprodução do bando, porque uma delas, apenas uma, decidiria ficar em um lugar inóspito, sozinha enfraquecendo o objetivo comum de crescimento, colocando em risco o objetivo de sua própria natureza?

É claro que esse cenário é apenas uma analogia, quando se fala de viver em comunidade ou até mesmo trabalhar em grupo, o que é muito comum desde que o mundo é mundo. Traçar metas e buscá-las sempre fez parte da vida humana, a grande questão é: com que constância chegamos a algum “lugar” sozinhos?

Existe uma palavra vinda do grego e também utilizada na ciência, chamada SINERGIA, basicamente é a associação do esforço de vários órgãos/ componentes/ pessoas para executar determinada função. Não se sabe ao certo quando o termo começou a ser implantado dentro de corporações, porém, uma coisa é certa, funciona.

A sinergia dentro de uma empresa consiste que o todo é maior que a soma das partes, trazendo um resultado final e de sucesso para toda empresa, gerando um ambiente colaborativo, e com inteligência estratégica avançada.

Podemos tranquilamente citar como exemplo a Sinergia que ocorre em todo nosso processo para resultados dentro da Satellitus. A cultura de foco coletivo, com fortes valores em alinhamento de objetivos faz com que todos os setores sejam integrados e se comuniquem de maneira clara e objetiva, de modo que os esforços sejam dedicados em resultados incomuns que foram objetivados com antecedência e colocando em prática o que fora traçado.

Esse artigo pretende encorajar cada leitor a se permitir fazer parte dessa força sinérgica dentro da sua empresa, ou até mesmo em seu meio de amigos/ família. Decida fazer parte de um time parceiro para as demais equipes e grupos, essa atitude evita casos de falha na comunicação, processos desencontrados, produtos com falhas e projetos atrasados.

Vamos pensar o que de fato o resultado final gera para um indivíduo em um time. Se o time perde, o indivíduo perde. E se o time ganha, o indivíduo também ganha. Mesmo que tenha tido mais participação de um ou dois colaboradores, houve um processo para que isso ocorresse e sem dúvida em uma equipe sinérgica todos tiveram influência para o placar final.

O equilíbrio é uma das bases da sinergia, afinal, a mentalidade é; de que adianta você bater sua meta individual se seu parceiro não conseguiu? Parece que metade do time ganhou, ou metade do time perdeu? Seria melhor se esse resultado fosse de todos, fazendo transparecer o ganho global, coesão, união e entendimento.

Comecei esse artigo com um ditado, e vamos finalizar com outro...

“Se quer ir rápido, vá sozinho.

Se quer ir longe, vá acompanhado.”

Você decide!

Encontrou sua resposta?